Últimas

Eleições 2014

Trânsito

Últimas Notícias

Uvas começam a ser colhidas dentro de 30 dias

Publicado sábado, 25 de outubro de 2014 | 01:50:00
Os parreirais da região têm atenção especial nesta fase do ano, quando os cachos de uva estão começando a maturação. Em aproximadamente 30 dias, em Ametista do Sul as primeiras remessas de uva de mesa devem ser colhidas. No município são cerca de 150 hectares de uva em produção.
“Nesta etapa da produção é preciso ter cuidado redobrado, para não ter o aparecimento de doença fúngica, favorecida pela umidade e pelo calor”, comenta o técnico em agropecuária Carlos Ruviaro, do escritório local da Emater/RS-Ascar. Em alguns casos, fungicidas devem ser utilizados, respeitando o período de carência. Agora, uma das tarefas dos produtores é fazer a chamada poda verde, limpar as folhas excessivas, bem como acomodar os cachos.

Gracieli Verde/AU

Quase três mil pessoas estarão trabalhando no dia do pleito na região

Publicado | 01:46:00
Neste domingo, 26, ocorre o segundo turno das eleições em todo o Brasil, ocasião em que os eleitores deverão escolher o futuro presidente da República, o governador do Rio Grande do Sul e também dos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e do Distrito Federal.
A divulgação dos resultados das eleições para presidente da República terá início a partir das 20 horas, horário de Brasília, em razão do horário de verão. Quanto aos resultados relativos ao cargo de governador, a divulgação terá início tão logo termine a votação em cada Estado, marcada para as 17 horas, horário local.
Os gaúchos escolhem entre José Ivo Sartori, do PMDB, que obteve 40,4% dos votos, e o atual governador Tarso Genro, do PT, que finalizou o primeiro turno com 32,5% dos votos. Os candidatos à presidência são Dilma Rousseff, do PT, e Aécio Neves, do PSDB. Neste segundo turno, o eleitor gaúcho votará primeiro para governador do Estado. Após confirmar seu voto, abre-se a tela para votar a presidente da República.
Um segundo turno acontece quando nenhum dos candidatos recebeu mais do que a metade dos votos válidos no primeiro turno. A votação acontece das 8 horas às 17 horas, horário de Brasília.

Urnas estão prontas para serem distribuídas
Na manhã deste sábado, 25, inicia o transporte das urnas de votação para todas as seções da região. Nos cinco Cartórios Eleitorais da região O Alto Uruguai, quase três mil pessoas estarão trabalhando no dia do pleito, entre mesários, técnicos de urna, juízes, promotores de Justiça, membros da Junta Eleitoral e servidores dos Cartórios Eleitorais.

Letícia Waldow/AU

Dilma e Aécio fazem debate tenso

Publicado | 01:24:00
Os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) participaram na noite desta sexta-feira (24) na TV Globo do último debate antes do segundo turno da eleição. Além das perguntas entre si, os candidatos responderam a questões do dia a dia formuladas por eleitores indecisos. Nas respostas, ambos mantiveram a troca de acusações e ironias de outros debates. 

O debate começou às 22h08 e durou uma hora e 50 minutos. Terminou pouco antes da meia-noite, horário limite permitido pela Lei Eleitoral.
Foram quatro blocos: o primeiro e o terceiro tiveram perguntas entre os candidatos; no segundo e no quarto, Dilma e Aécio responderam a questões de eleitores indecisos selecionados pelo instituto de pesquisa Ibope, que estavam no auditório e foram escolhidos por sorteio pelo mediador William Bonner. No quarto bloco, os candidatos também fizeram as considerações finais.
Por sorteio, Aécio abriu o primeiro bloco, Dilma, o segundo, Aécio, o terceiro, e Dilma, o quarto. Nas considerações finais, em ordem também definida por sorteio, Dilma falou primeiro, e Aécio depois. 
Do G1

EMPRESA PLANALTENSE LANÇA PROPOSTA DE PLANOS FAMILIARES E DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL

Publicado sexta-feira, 24 de outubro de 2014 | 19:47:00
Foi lançada oficialmente, nesta quarta-feira, (22), na sala da Câmara Municipal de Vereadores em Planalto - RS, a marca Ellos Planos Familiares. O evento contou com a presença do Presidente do SESF-RS Carlos Alberto Graff, juntamente com o  Vice Presidente do SESF-RS Valdir Gomes Machado,  onde, nos deram a honra de compartilhar conhecimentos do setor . Também contaram com a presença no lançamento o Prefeito da Cidade de Planalto Sr. Antonio Carlos Damin que reforçando a credibilidade na Capacidade do novo investimento pra região, enfatizando a importância do Grupo Ellos ser uma empresa Planaltense visando o desenvolvimento do município nos setores do comércio, indústrias e serviços através do apoio representado pelo Presidente da ACISAP Fabio Canan, juntamente com o Presidente da CDL Ademir Noronha. Como ponto importante na noite de lançamento foi entregue a Sociedade Beneficente São Miguel o fardamento para o time e seus representantes como forma de apoio ao esporte local. Também foi homenageada da noite a Srª Ivone Correia Machado por sua atenção e empenho.
A participação de empresários locais, entidades e autoridades marcaram o início de uma grande aliança em prol do desenvolvimento da comunidade empresarial Planaltense. Também foram formadas alianças nas áreas de saúde, farmácias, salões de beleza, supermercados, lojas de moveis, através do cartão de descontos totalmente formatado para trazer economia na hora de pagar pelos serviços com Ellos Card.
O Grupo Possui um corpo de colaboradores sendo 70% formado por uma equipe própria de profissionais para atender e dar suporte. Destacou Presidente do Grupo Valter Gomes Machado relatando o seu sonho em relação ao projeto. O Grupo Ellos conta também com o setor de Atendimento aos Associados e Credenciados, através do atendente Patrick Guilherme que ao fazer o uso da palavra, trouxe a linha de raciocínio onde os Associados dos Planos Familiares terão grandes vantagens através dos projetos de cunho social, benefícios através de serviços e a segurança de bom atendimento e qualidade nos serviços em relação a assistência fúnebre que será prestada aos clientes associados ao grupo..
A Conceitos Gestão de Negócios e Marketing explicou sobre as metodologias que serão utilizadas nas assessorias e enfatizou os demais projetos e vantagens do Grupo Ellos, que através da aliança com o Grupo Ellos, estará proporcionando as empresas Parceiras apoio através de uma Assessoria de Desenvolvimento Estratégico Empresarial, e conta também com um suporte de Marketing publicitário do Grupo. As áreas de desenvolvimento que serão trabalhadas são norteadas pelo planejamento estratégico baseado nas informações previamente coletadas. O pilar desta assessoria se dará através deestabelecimento para o diagnóstico organizacional, check-up de vendas, treinamentos para a Excelência no atendimento ao cliente, desenvolvimento estratégico de marketing e outras ferramentas tão necessárias quanto para o crescimento e desenvolvimento do comércio local. E enfatizamos que, todos que desejarem associar-se ao Grupo Ellos como Credenciado poderão solicitar contato através do site WWW.ellosplanosfamiliares.com. ou solicitar visita no setor de atendimento na sede que esta situada na Rua Humberto de Campo, 608 Centro de Planbalto, RS , e também acompanhar as novidades e programas de desenvolvimento nas redes sociais do Grupo.
Nosso pensamento é que como assessora do Grupo Ellos é que, sem sonhos, a vida não tem brilho. Sem metas, os sonhos não têm alicerces. Sem prioridades, os sonhos não se tornam reais. Sonhe, trace metas, estabeleça prioridades e corra riscos para executar seus sonhos. Melhor é errar por tentar do que errar por omitir!
Vamos enfrentar todas as situações com coragem e determinação. Sentir a alegria e a serenidade ao antever arealização certa de seu desejo. Lembre-se de que o coração agradecido está sempre próximo das grandes riquezas. E para encerrar, semente de maçã não faz nascer laranjeira.
Saia e faça algo. Mova-se. Interaja. Explore. Respire. Arrisque-se.

Quesia Zimmermann 






Ponte será reaberta parcialmente neste sábado

Publicado | 19:36:00
A notícia de que a ponte no rio Uruguai, na divisa dos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina será reaberta para veículos leves (carros de passeio, vans e micro-ônibus) a partir das 10 horas deste sábado, 25, trouxe esperança para a região que sofre há quase dois meses com a proibição total do tráfego pelo local. 
Como funcionará a passagem?
O tráfego sobre a ponte voltará a ser controlado pelas sinaleiras com intervalos de sete a oito minutos, sendo que a passagem será feita em uma das pistas, com limite de velocidade de 40 quilômetros por hora.
Quem pode passar?
Apenas motocicletas, carros de passeio (até camionetes), vans e micro-ônibus. A passagem de veículos pesados será impedida com bloqueios físicos, segundo o engenheiro da Sogel.
Quem fiscalizará?
Policiais da PRF farão a fiscalização para que veículos pesados não utilizem a ponte para o acesso a Santa Catarina. A multa para quem não cumprir a regra é de R$ 85 e quatro pontos na carteira. Operadores de sinaleiras (bandeirinhas) da Sogel também estarão no local para orientação.
Interdições serão possíveis?
Conforme Adolpho Junior, há a possibilidade de serem feitas interdições durante o dia para a realização de determinados trabalhos. “Interdições mais demoradas (de um turno) serão previamente comunicadas”, afirmou.

Daiane Binello/AU

Tarso e Sartori voltam a se atacar no último debate

Publicado | 00:54:00
No último debate antes das eleições de domingo, realizado na noite desta quinta-feira na RBS TV, a existência de propostas ou não para a nova gestão do futuro governador do Estado continuou a ser tema de divergências entre o candidato à reeleição Tarso Genro (PT) e o candidato José Ivo Sartori (PMDB). Tarso disse que o peemedebista propositalmente não apresenta nada do que irá realizar. Sartori rebateu a crítica e disse que o governo não tinha nem no site da Secretaria da Fazenda qualquer informação sobre a dívida do Estado. 

Sartori provocou Tarso ao perguntar por que em 12 anos de administração petista no Planalto não foi renegociada a dívida do Estado. “Não temos divergência sobre a dívida. Discordamos sobre o que fazer. Eu vou abrir espaços fiscais para trazer recursos. A sua proposta é recessiva e de arrocho salarial”, disse Tarso. 

Houve mais tensão no bloco destinado às perguntas, quando o tema foi corrupção. Sartori citou notícias que circularam durante a noite envolvendo a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, o que irritou Tarso: “Não faça insinuações, que eu tenho vida honrada. O senhor é que viu aliados seus na história recente do RS serem acusados”, disparou o petista.

Saúde

Tarso: “Nós fomos aos 12% na saúde. Nosso governo passou R$ 1,9 bilhões para os hospitais filantrópicos e casas de saúde, que estavam abandonados”.

Sartori: “Pelo que eu sei muitos municípios não receberam os recursos. Nós em Caxias do Sul, antes do evento das UPAs, construímos um pronto atendimento. Criamos o 1º infância melhor e diminuímos a mortalidade infantil. E o ‘postão’ foi feito com recurso próprio”.

Corrupção 

Sartori: “Nós não podemos ter vacilação com corrupção. A primeira opção é ter controle sobre todos os gastos públicos. Quando governei Caxias do Sul tivemos a satisfação de cortar o mal pela raiz. Como o Tarso se sente vendo seus colegas sendo denunciados e presos por desviarem dinheiro dos contribuintes?”

Tarso: “Da mesma forma que  o senhor se sente quando vê seus companheiros de partido sendo processados e condenados aqui no RS. Eu quando fui ministro da justiça fiz o mais duro combate à corrupção. Isso prestigiou a Policia Federal, ela foi reequipada e fez esse trabalho. Nenhum de nós se sente bem com pessoas próximas que comentam atos de corrupção”.

Folha de pagamento 

Tarso: “O tratamento da folha não pode ser considerado só um  gasto público, é um investimento no fator humano. Nós vamos continuar sim fazendo gastos públicos que representam investimento na qualidade do serviço público. O senhor não diz o que vai cortar, mas o arrocho salarial nos governos anteriores levou ao estado de sucateamento. É uma crítica que eu faço ao governo do PMDB”.

Sartori: “Nós vamos cumprir a legislação. Quero aproveitar esse momento e dizer que, se em algum momento, ficou parecendo que ofendi os professores, não foi. Eu tinha dito que o Tarso prometeu o piso e não cumpriu. Perguntem lá em Caxias aos professores se eles não recebem duas vezes mais que o piso nacional”.

Tarso: “O senhor não estava controlado pelo marketing e não se controlou. Ele ironizou sobre o piso e mandou os professores buscarem o piso no Tumelero. Foi uma mancada que ele deu. Mostrou toda sua arrogância e desprezo e tentou remendar dizendo que era uma crítica para mim”.

Dívida pública

Sartori: “Em 2002 o Tarso disse que ia resolver o problema da dívida com o Lula. De lá ate aqui, não houve isso. As estradas continuam esburacadas, as filas na saúde continuam. Não cumpriu e promete de novo. É preciso reduzir a prestação mensal, lutar politicamente para que não continue o federalismo excessivo que bota em má situação os estados e municípios”.

Tarso: “O senhor deveria respeitar mais o governador que fez a primeira renegociação da dívida, que passou congelada pelos dois governos anteriores. Essa renegociação reduz o resíduo da dívida e facilita que as prestações sejam menores. Parece que o candidato não sabe, confunde o resíduo da dividia com as prestações mensais”.

Correio do Povo

Agricultores vítimas de fraude do Pronaf no RS abandonam o campo

Publicado | 00:10:00
Foto; Reprodução RBS TV
Agricultores do Vale do Rio Pardo, enganados em um suposto desvio de recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), dizem que não têm mais como conseguir financiamentos. O esquema, que pode ter desviado pelo menos R$ 79 milhões de verbas da agricultura familiar, foi mostrado no início do mês de outubro em reportagem da RBSTV. O dinheiro, que seria usado para empréstimos bancários entre 2006 e 2012, não chegou até eles. As dívidas aumentaram, e muitos até abandonaram o campo.
Milton Stayb foi um dos primeiros a denunciar a fraude. Cheio de dívidas dos empréstimos, o agricultor de Sinimbu agora trabalha como pedreiro. "A gente está sem crédito, não tem mais como trabalhar na agricultura", conta.
Segundo os produtores rurais prejudicados, os empréstimos solicitados do Pronaf eram liberados pelo Banco do Brasil, mas a Associação Santa-Cruzense dos Agricultores Camponeses (Aspac) dizia que o crédito não havia sido aprovado e transferia o dinheiro para a própria conta. O Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) então convencia o produtor a encaminhar um novo pedido. Quando o segundo financiamento era liberado, a vítima era avisada que o dinheiro estava na conta. As transferências bancárias eram feitas pelo MPA com o uso de uma procuração, assinada pelos agricultores junto com os contratos do Pronaf.
O esquema começou a ser investigado depois das queixas dos pequenos agricultores. Seis mil teriam sido prejudicados. Documentos do inquérito policial mostram que a fraude seria comandada pelo coordenador do MPA, Wilson Rabuske, que também é vereador de Santa Cruz do Sul pelo PT. No total, o desvio para as contas dele e da mulher chegariam a mais de R$ 1 milhão. Rabuske se defende e nega fraude.
"Foram feitos pagamentos pela minha conta pessoal, quando a associação não tinha disponibilidade, inclusive do uso de talões de cheques para nós honrarmos compromissos, nós usávamos a conta pessoal. E esses valores foram para isso", disse.
A transcrição das escutas telefônicas autorizadas pela Justiça também indica a participação do vereador Maikel Ismael Raenke, do PT de Sinimbu, e do deputado federal Elvino Bohn Gass, do PT. Como o deputado tem foro privilegiado, o inquérito foi enviado para o Supremo Tribunal Federal (STF).
Em depoimentos, agricultores disseram que assinaram documentos em branco, ou muitas vezes não liam o que estava escrito. O inquérito da polícia ainda aponta para 134 casos de suicídios ocorridos na região nos últimos anos. Ao cruzar esses dados com as informações de vítimas da fraude, foi constatado que 10 agricultores que morreram foram enganados e estavam endividados.
Os empréstimos eram feitos nas agências do Banco do Brasil de Santa Cruz do Sul e Sinimbu. Quatro gerentes foram afastados após a denúncia. O banco suspendeu o convênio com a Aspac e abriu investigação interna. Enquanto isso, agricultores como Reneo Roesch estão com medo de fazer novos empréstimos. "Fiquei caindo na armadilha deles, deles, aí a gente fica com medo. Desde aquele tempo não peguei mais dinheiro".
Em nota, o deputado federal Elvino Bohn Gass disse que não tem envolvimento com nenhum ato ilícito e defende a apuração rigorosa do caso. Ele afirmou que não há prova consistente que possa vincular o nome dele às irregularidades. A reportagem não conseguimos localizar o vereador Maikel Ismael Renke.
O MDA também se manifestou através de nota. Afirmou que "já tomou as providências cabíveis nesta investigação que é da PF e corre em segredo." Ainda segundo o comunicado, "uma equipe de técnicos foi até as cidades citadas pela imprensa para ouvir os relatos dos colonos. As informações colhidas foram colocadas num relatório e enviadas à PF."

DO G1 RS

Encontrada adolescente que estava desaparecida em Três Passos

Publicado quinta-feira, 23 de outubro de 2014 | 21:29:00

A adolescente Eduarda Regina Padilha da Silva, 12 anos de idade, foi encontrada pela polícia por volta das 21h e 15min, desta quinta-feira (23-10) na estação rodoviária de Três Passos. Segundo informações preliminares a menina havia comprado passagem para ir de ônibus para a cidade de Portão – RS.
Os motivos de ela ter decidido sai de casa sem comunicar os pais ainda não foram revelados. Eduarda Regina Padilha da Silva reside com os pais João Pedro Felix da Silva e Denize Lutz Padilha, no bairro Erico Veríssimo em Três Passos.
O caso está sendo acompanhado pela Brigada Militar, polícia Civil e Conselho Tutelar.

No Ar Notícias

Datafolha, votos válidos no RS: Sartori tem 60% e Tarso, 40%

Publicado | 20:18:00
Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos na disputa ao governo do Rio Grande do Sul:
- José Ivo Sartori (PMDB) - 60%
- Tarso Genro (PT) - 40%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
A pesquisa foi encomendada pelo Grupo RBS e pela Folha da Manhã S/A.
No levantamento anterior, divulgado em 16 de outubro, Sartori tinha 60% dos votos válidos e Tarso, 40%.
Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

- José Ivo Sartori (PMDB) - 53%
- Tarso Genro (PT) - 36%
- Branco/nulo/nenhum - 4%
- Não sabe/não respondeu - 7%

O Datafolha entrevistou 1.541 eleitores em 59 municípios do estado nos dias 22 e 23 de outubro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de três pontos prevista.
A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número RS-00034/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-01162/2014.
Certeza do voto
O Datafolha também perguntou, entre os dois candidatos, em quem os eleitores votariam com certeza, em quem talvez votassem e em qual não votariam de jeito nenhum. Veja os números:

José Ivo Sartori (PMDB)
- Votaria com certeza - 51%
- Talvez votasse - 21%
- Não votaria de jeito nenhum - 25%
- Não sabe - 3%

Tarso Genro (PT)
- Votaria com certeza - 34%
- Talvez votasse - 19%
- Não votaria de jeito nenhum - 44%
- Não sabe - 2%

Primeiro turno
No primeiro turno, Sartori teve 40,40% dos votos válidos e Tarso Genro, 32,57%

Do G1 RS

Dilma tem 54%, e Aécio, 46% dos votos válidos, diz pesquisa Ibope

Publicado | 18:38:00

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
- Dilma Rousseff (PT): 54%
- Aécio Neves (PSDB): 46%


Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
Dilma Rousseff (PT): 53%
Aécio Neves (PSDB): 47%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo".
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.
Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

- Dilma Rousseff (PT): 49%
- Aécio Neves (PSDB): 41%
- Branco/nulo: 7%
- Não sabe/não respondeu: 3%

Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01168/2014.
Rejeição
O Ibope perguntou, independentemente da intenção de voto, em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum. Veja os números:
Aécio - 42%
Dilma - 36%

Expectativa de vitória
O Ibope também perguntou aos entrevistados quem eles acham que será o próximo presidente da República, independentemente da intenção de voto. Para 51%, Dilma sairá vitoriosa; 38% acreditam que Aécio ganhará; 10% não sabem ou não responderam.

1º turno
No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55%

Do G1 SP

PRF-Seberi apreende 200 mil carteiras de cigarro na BR 386

Publicado | 18:27:00
A apreensão aconteceu às 16 horas da quarta-feira, 22, no quilômetro 51 da BR-386, no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Seberi. O Ford/Cargo, placas de Farroupilha, seguia sentido Seberi-Boa Vista das Missões quando foi parado pelos policiais. O veículo tinha registro de furto/roubo e estava carregado com 20 mil pacotes de cigarros contrabandeados do Paraguai.
Segundo a PRF, foi verificado que a placa traseira do veículo apresentava indícios de falsificação, sendo constatado que o caminhão tinha placas clonadas de outro veículo com características semelhantes. O veículo havia sido furtado em 25 de julho, em Farroupilha. O motorista do caminhão, J.C.P., 31 anos, já possuía um mandado de prisão contra si por contrabando, corrupção ativa, formação de quadrilha e crimes contra as telecomunicações, expedido pela Comarca de Guaíra, no Paraná. O homem foi detido em flagrante, a carga foi encaminhada à Receita Federal para incineração e o veículo removido ao pátio do Detran. 
Fábio Pelinson/AU

Dilma mantém 52% e Aécio, 48%, aponta Datafolha

Publicado quarta-feira, 22 de outubro de 2014 | 17:51:00

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) numericamente à frente do candidato Aécio Neves (PSDB), mas em situação de empate técnico. Em votos válidos, Dilma manteve os 52% do levantamento divulgado na segunda-feira, 20, e Aécio, 48%.

Em votos totais, Dilma oscilou de 46% para 47% e Aécio manteve 43%. Brancos e nulos oscilaram de 5% para 6% e indecisos foram de 6% para 4%. A pesquisa mostra também que 82% dos eleitores de Dilma acreditam que ela será reeleita no domingo. No grupo dos que votam em Aécio, 78% acham que o vencedor do pleito será ele.

A pesquisa Datafolha, contratada pelo jornal Folha de S. Paulo, ouviu 4.355 eleitores nesta terça em 256 municípios de todo o País. A margem de erro é de dois pontos porcentuais e o nível de confiança, de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro prevista. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01160/2014

Estadão Conteúdo

RS: 'Já perdi e ganhei muitas eleições, quero pedir só mais essa', diz Lula

Publicado | 17:42:00
Foto: Caetanno Freitas/G1)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou nesta quarta-feira (22) em ato de campanha no Centro de Porto Alegre e pediu votos para os petistas Dilma Rousseff, candidata à Presidência, e Tarso Genro, candidato ao governo do Rio Grande do Sul. No discurso, Lula afirmou que já perdeu e ganhou muitas eleições, mas pediu aos eleitores que deem a ele "só mais essa" chance, em referências às candidaturas do PT no segundo turno.
O ex-presidente disse ainda que os eleitores de Marina Silva (PSB), candidata que ficou em terceiro lugar no primeiro turno, tem "obrigação" de eleger Dilma e Tarso. "Todos que votaram na Marina têm obrigação moral e política de votar no Tarso e na Dilma. Então companheiros, por favor, já perdi muitas eleições, mas também ganhei muitas. Quero pedir para vocês só mais essa. Só mais essa, porque o futuro a Deus pertence", afirmou o ex-presidente.
Lula voltou a fazer críticas ao candidato Aécio Neves (PSDB), que disputa com Dilma o segundo turno. "Tucano é um bicho ruim. Por que vocês acham que [tucano] tem bico grande? É para enganar os outros", disse.
Ainda durante o discurso, que durou mais de meia hora, Lula declarou que não compreende o "ódio ao PT" e que a elite brasileira se incomoda com a ascensão do povo mais pobre. "Não consigo compreender essa loucura contra o PT. Mas isso não é divergência política, ideológica. Parece que é ordem de classe, uma coisa absurda. Eles se incomodam."
"A elite nunca se preocupou com a educação do povo brasileiro. A elite que governava esse país podia mandar seus filhos estudar em Londres, em Boston, e filho de pobre não tinha que estudar, não tinha que ter direito as coisas. Era assim que eles pensavam", acrescentou. "Os brasileiros passaram a ser tratados como gente", completou.
Caetanno FreitasDo G1 RS

Cobranças marcam debate entre Sartori e Tarso

Publicado | 17:32:00
Foto: Bruna Cabrera

A poucos dias do segundo turno das eleições, marcado para o próximo domingo, dia 26, os candidatos ao governo do Estado realizaram na tarde desta quarta-feira um debate em alto nível no estúdio Cristal da Rádio Guaíba. Com a mediação dos jornalistas Taline Oppitz e Juremir Machado da Silva, Tarso Genro (PT) e José Ivo Sartori (PMDB) protagonizaram uma discussão acalorada sobre o futuro do Rio Grande do Sul. O clima esquentou quando o petista cobrava clareza nas propostas do adversário, enquanto o peemedebista chamava a atenção para o desempenho do concorrente na gestão atual, citando promessas que não foram cumpridas por Tarso.

A exemplo do debate anterior, quando Sartori e Tarso estiveram nos estúdios da TV Record RS, um dos assuntos mais citados foi a renegociação da dívida do Estado e como ela poderá afetar o desenvolvimento do Rio Grande do Sul nos próximos quatro anos.  

Abaixo as falas dos candidados durante os principais trechos do debate:

Renegociação da dívida do Estado

José Ivo Sartori: "Foi feita uma promessa no começo do governo, de que iria equilibrar as finanças do Rio Grande do Sul e nunca ela se agravou tanto quanto agora. O senhor vai deixar uma herança que nenhum governo deixou em termos de finanças, estrados com mais buracos, filas na saúde, educação estagnada e violência crescendo. Arrecadou mais, gastou mais e agravou a situação." 

Tarso Genro: "O senhor está contrariando os exames mais sérios feitos no ponto de vista contábil no Estado. Gravidade de divida se mede não apenas pelo tamanho, mas pela capacidade do Estado de aumentar a arrecadação. A situação financeira do Estado é melhor do que quando nós pegamos. Graças a isso foram abertos novos espaços fiscais para obtermos financiamentos." 

Segurança Pública 

Sartori: "O senhor não cumpriu a promessa de melhorar a segurança para os gaúchos e gaúchas. É sempre a mesma conversa. Fala, fala e não mostra o que efetivou. Você deveria explicar porque existia o Pronasci e a Dilma sepultou o programa após a troca de ministros, que nós também fizemos parte. Nós em Caxias do Sul efetivamos o policiamento comunitário e fomos fazendo o nosso serviço."

Tarso: "Eu apresentei para a segurança pública um programa que esta sendo cumprido. A questão de segurança publica no RS, como no Brasil, é problemática. Temos situações que já melhoraram, com a redução do homicídio de mulheres, melhoria da rentabilidade da polícia na investigação dos homicídios, a desativação do Presídio Central, que nenhum governo conseguiu fazer. Nós reestruturamos a Brigada Militar e a Policia Civil." 

Finanças públicas 

Sartori: "O Tarso já em 2010 disse que desejava equilibrar as finanças do RS. E isso foi prometido e não se realizou. O PT era contra isso e hoje ele é favor. Existe a lei de responsabilidade fiscal para os estados e para os municípios. Ele prometeu e não fez. Permitiu que renegociação da dívida que não fosse realizada. Tinha força no governo e não realizou nada."

Tarso: "O candidato Sartori tem criticado que temos usado os recursos judiciais para chegar aos 12% da saúde. Ele disse que o Estado está impossível de governar. Eu digo que não. Eu digo que o endividamento será reduzido através destes 15 bilhões. Ele não explicitou quais os cortes que serão feitos para o Estado funcionar." 

Privatizações 

Sartori: "Uma das coisas que o senhor falou muito é que o grande problema foram as privatizações feitas há 20 anos. O senhor fala em coisas como saque mostrando falta de habilidade para o comportamento política. O governo do PT, do Lula e da Dilma, tem feito privatizações. Até o pré-sal tem investimentos estrangeiros, privatizações. O senhor fez tão poucas Parcerias Público e Privadas (PPPs) no Estado." 

Tarso: "Nós fizemos PPPs, o Hospital da Restinga é um caso. Concessões é uma coisa, já privatizações são vendas de bens públicos. Privatizações em alguns momentos significam assumir as dívidas e entregar a possibilidade de lucros para as empresas. Nós criticamos a forma com o que foi feita, que ajudou a crescer o endividamento do Estado. O senhor fala que não fazemos PPPs e critica a que fizemos com o Banrisul em 1999." 

Estradas 

Sartori: “Foi criada uma empresa para criar das estradas desativando ambulâncias, atendimentos e as melhorias que haviam. Foram passadas para os municípios as responsabilidades. Aconteceu durante o governo Olívio. Ele poderia ter acabado com os pedágios e optou por fazer na ida e na volta dobrando os valores dos pedágios. O senhor vai dizer que foi normal porque estava no contrato."

Tarso: "Estamos com 20 frentes de trabalho, o que é inédito. Nós recebemos em péssimo estado de condições. Li o seu programa de governo e o senhor diz que vai utilizar a EGR para capacitar financiamento internacional para o Estado. Acho isso positivo, mas contraria o que o senhor vem dizendo do endividamento do Estado. O Projeto de Lei 99 abre espaço fiscal para mais recursos e o senhor é contra."

Mínimo regional 

Sartori: "Nós já discutimos bastante sobre isso. Digo que o Lula foi contra isso porque achava que não podia ser diferente em um lugar e outro. A intervenção do Estado é importante para encontrar o equilíbrio entre os sindicatos. Já disse que isso é importante para categorias não organizadas. Vamos dialogar e encaminhar para a Assembleia o que for acertado entre as partes”.

Tarso: "Nós defendemos que o salário mínimo regional é uma política econômica porque ajuda os mais pobres. Assumimos essa política para que os mais pobres possam ter mais recursos. Isso interfere também nas questões trabalhistas. Entendemos que essa estruturação é uma política importante porque ajuda as pessoas a comerem mais, a se integrarem melhor no sistema educacional. O seu vice chefia um conjunto de empresários que é contra o salário mínimo regional."

Correio do Povo

Anvisa proíbe venda de lote de açúcar com fezes e pelo de roedor

Publicado | 17:23:00
Foto: Jade Gordon

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União, proíbe a distribuição e a comercialização, em todo o território nacional, do lote MO5-LOT 0307, com validade até 7 de março de 2016, do produto açúcar cristal da marca Nevada, fabricado por Mercavalle Mercantil Vale do Sol Ltda.

De acordo com o laudo do Instituto Octávio Magalhães, da Fundação Ezequiel Dias, produto apresentou resultado insatisfatório na análise de matéria estranha macroscópica e microscópica. Foi constatada a presença de excremento e de pelo de roedor. A Anvisa destacou que o lote apresenta risco à saúde humana e falhas das boas práticas.

A agência determinou a suspensão da distribuição, comercialização e do uso de sete lotes do produto Colgate Periogard sem Álcool Solução Bucal 250 mililitros. Os lotes foram fabricados entre 21 e 26 de fevereiro de 2014, pela empresa Colgate-Palmolive Industrial Ltda. O fabricante comunicou o recolhimento voluntário dos lotes após detectar níveis microbiológicos acima dos limites para a bactéria Burkholderia cepacia. Segundo a Anvisa, a bactéria é uma das mais resistentes encontradas em hospitais e se trata de um germe oportunista, mais comum em pacientes imunodeprimidos e com fibrose cística. Os lotes suspensos são os (L) 4053BR122C, (L) 4054BR121C, (L) 4054BR122C, (L) 4055BR122C, (L) 4056BR122C, (L) 4057BR121C e (L) 4057BR122C.

Cinco lotes do medicamento Dorilen, solução injetável 50 amp x 2ml (dipirona + cloridrato de adifenina + cloridrato de prometazina) também foram suspensos. A empresa fabricante, Legrand Pharma Indústria Farmacêutica Ltda, comunicou o recolhimento voluntário dos lotes em razão da presença de partículas em algumas ampolas dos lotes 538237.1, 538237.2, 538237.3, 578633.1 e 578633.2.

A Anvisa suspendeu a distribuição, comercialização e o uso dos lotes 1100514, com data de vencimento em setembro de 2015, do Shampoo Equilibrante TMN Turmalina Plástica dos fios; 1300514 - validade até outubro de 2015 - do Shampoo Marroquina Step 1; 1300515 - validade até outubro de 2015 - do Shampoo Bio Thermic Anti Resíduos; e do lote 1400415 - validade até outubro de 2015 - do Shampoo Bio Thermic Repositor, marca Beaty Hair. Os produtos, fabricados pela empresa Luso I Comércio e Indústria Ltda, apresentaram resultados insatisfatórios no ensaio de determinação de Ph.

Já a suspensão da fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e do uso de todos os lotes do produto Máscara Simidefinitiva 2 – New Liss Hair, uso profissional e volume de 1 litro, se deve ao resultado insatisfatório obtido no ensaio de Análise de Rotulagem e Teor de Formaldeído e à ausência de registro ou notificação. O produto é fabricado pela empresa Hero Cosméticos Indústria e Comércio Ltda.

Também foram suspensas todas as tintas para tatuagem das marcas Alla Prima e Bloodline. Os produtos não possuem registro na Anvisa.

Agência Brasil

Eleições 2014

Comida e Receitas

Curiosidades

 
Copyright © 2012-2014 Portal - In Foco RS
Ametista do Sul-RS - (55) 3752-1096 - VIVO (55) 8142-4875 WhatsApp (55) 9638-8984